Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Museus’ Category

Não sei se assim se pode chamar, nem sei se existe a “Rota dos Teares”, mas nestas férias procurei para além dos dias de descanso que o nosso Norte nos proporciona,  a Rota dos Teares. E fiquei agradavelmente surpreendida por verificar que apesar de tudo, e apesar do que muita vez se diz, ainda existem  teares e pessoas a trabalhar neles.

Quando era criança, e ia de férias para casa dos meus Avós perto da Guarda, todos os anos em Agosto, a minha Mãe levava sempre um saco enorme de roupa velha, para levar a uma aldeia vizinha onde uma senhora tinha um tear. Essa senhora transformava os trapos velhos em mantas para a cama ou para o chão, passadeiras e tapetes. Eu ficava parada a vê-la trabalhar, o ritmo  do tear parecia música, sempre certinho, sempre os mesmos compassos. Talvez venha daí o meu gosto pelos teares, e a vontade de um dia ter o meu. Cá por casa, ainda há muitas dessas mantas feitas nos teares bem rústicos de antigamente, algumas servem de tapete para as crianças brincarem, outras estão guardadas há espera da vez delas.

Assim, andei à procura e encontrei bem perto da aldeia natal dos meus Pais, na Freguesia de Meios, o Museu da Tecelagem. Museu com seis teares com mais de cem anos, onde em 2 são feitos tapetes ou mantas de trapos, e em 4 os cobertores de papa, que ainda há em casa da minha Mãe, não na minha, pois acho que são demasiado ásperos e fortes, e as temperaturas também não o “pedem”.

Museu da Tecelagem em Meios - Guarda

No Museu da Tecelagem, fomos recebidos pela  Maria dos Anjos e a Ana dos Anjos, duas Senhoras muito simpáticas e com muita vontade de mostrar e explicar como tudo funciona. Infelizmente não pudemos ver o tecelão a trabalhar, pois por causa da Volta a Portugal, o Verão Total da RTP estava na Guarda e ele havia sido convidado a representar o Museu. Só ele trabalha com os teares, porque de tão grandes (os cobertores podem sair com cerca de 2,30mt), as mulheres não têm força suficiente para os manejar.

Tear

Este Museu, antes uma fábrica de tecelagem, foi recuperado pela Câmara Municipal da Guarda, tem como objectivo a produção do cobertor de papa, que está em vias de desaparecer. Antigamente o tecelão para ganhar o dia tinha que fazer entre sete e oito cobertores.

(mais…)

Read Full Post »

Museu do Pão

Ainda em Seia, finalmente fomos ao Museu do Pão, que já está aberto desde 2002, um projecto 100% privado e com bastante sucesso. É realmente um exemplo, e é pena que não haja mais.

Bem inserido na paisagem, com mais de 3500 metros quadrados, um espaço de lazer cultural e  pedagógico e muito agradável. O serviço de restaurante é muito aceitável também (convém marcar antes).

As crianças adoraram, especialmente da última parte mais virada para elas e onde puderam pôr as mãos no pão.

IMG_0105

IMG_0107

IMG_0109

Um pequeno tapete rústico em patchwork, talvez do tempo das nossas avós.

IMG_0114

IMG_0115

IMG_0121

IMG_0122

IMG_0125

IMG_1003

Read Full Post »

Museu do Brinquedo em Seia

Mais uma vez, tempo de férias, tempo para passear, e como férias não são só praia, desta vez  fomos até à Serra da Estrela e do Açor, que também são bonitas no Verão.

Em Seia descobrimos o Museu do Brinquedo, mais modesto que o de Sintra, mas tão ou mais bonito. Situado no coração da cidade, e numa bela casa antiga e adaptada para o efeito, encontramos sempre brinquedos da nossa infância de que já nem nos lembrávamos.

IMG_0086

IMG_0087

IMG_0090

Na exposiçãp temporária fomos encontrar uma sala de aula do tempo dos nossos pais, nem as palmatórias faltavam, para os mais novos, esta sala foi mesmo uma novidade, tudo tão diferente das salas que têm agora. Em relação a mim, alguns destes objectos, ainda são do meu tempo.

IMG_0094

IMG_0095

IMG_0097

IMG_0098

Saliento a simpatia das funcionárias, que também recuperam brinquedos em menos bom estado ofercidos ao museu.

Vale a pena a visita.

Read Full Post »

Museu da Farmácia

IMG_0061

IMG_0062

 

IMG_0063

 

IMG_0064

 

IMG_0065

 

IMG_0066

 

Tempo de férias, tempo de passear. Hoje decidi ir com os miúdos ao Museu da Farmácia, tinha lido que podiam aprender a fazer perfumes, sabonetes, etc. Li mal, isto só acontece em festas de aniversário devidamente organizadas, e claro foi uma desilusão. É um museu pequeno, e nada interactivo como vemos nos museus de outros países, cá para isso vamos ao Pavilhão do Conhecimento e pouco mais, talvez um dia. Este situa-se dentro do edifício soberbo da ANF, para adultos é assim assim, mas para as crianças não vale a visita, principalmente se forem pequenas, como é o caso.

No entanto, valeu pela oportunidade rara de andarem de metro, pois foi como fomos, eles passaram os cartões e sentiram-se muito importantes.

Valeu por termos visitado uma parte de Lisboa onde já não ia há muito tempo, Largo Camões, a Rua do Loreto, a Rua Marechal Saldanha que vai direitinha ao Miradouro de Stª Catarina, onde também fomos espreitar…

Só é pena, que as paredes daquelas ruas estejam tão sujas, e que haja tantas lojas fechadas.

Salvou-se a tarde, a comer uns óptimos gelados numa conhecida gelataria no Camões. Porque hoje fez muito calor.

IMG_0068

IMG_0070

Read Full Post »