Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Teares’ Category

O meu tear

Depois de tanto falar em teares, finalmente esta semana comprei o Meu primeiro tear.

Sim, primeiro porque ando de olho noutro, mas com pedais e que requer experiência e mais conhecimentos sobre esta arte.

Optei por um facilmente transportável, de 0,80cm de largura, uma vez que o vou levar para as aulas que começam para a semana.

É um tear andino, feito de madeira de Lenga que se encontra na Patagónia ao sul do Chile.

Para trabalhar com ele basta fixá-lo numa qualquer mesa, também pode ter a sua própria mesa, mas para já não é necessária.

 

 

 

 

Entretanto, também esta semana acabei uma série de aulas de tear.

O projecto era um mostruário de pontos, e a utilização de vários materiais e texturas. O tear era de 0,50cm, era um tear Maria como lhe chamam na Argentina.

 

O princípio.

 

 

 

O segundo mostruário.

 

O ponto de baixo é o “pie de poule”.

 

O pie de poule, foi bem difícil de fazer, mas falta ainda muita prática.

As próximas aulas são noutro sítio, e em cada uma faz-se uma peça, a da semana que vem já vai ser com o meu tear e o projecto é uma bufanda 🙂

 

 

 

Anúncios

Read Full Post »

Rota dos Teares II

Tomando como ponto de partida Unhais da Serra, fomos até à aldeia Janeiro de Cima (Município do Fundão), esta uma das 27 aldeias de xisto, à procura da Casa das Tecedeiras .  Aqui encontrámos um atelier, com vários teares, num belo edifício de xisto com dois andares. Duas irmãs “agarraram” este projecto e tentam levá-lo a bom porto. Aqui, tecem mantas, echarpes em linho, tapetes feitos com tiras de tecidos, etc.

Um tear bem rústico no andar de baixo.

Esta casa é considerada “um centro interpretativo do linho e da tecelagem”.

Nesse dia tivemos a sorte de encontrar duas tecelãs a trabalhar no andar de cima. Em teares manuais, mas mais modernos. Teares que vêm do norte da Europa.

 

Deste atelier, os tapetes e as mantas saem com cores bem diferentes, e bastante mais atractivas que as antigas.

O meu tapete de fitas.

Agradecemos à Sónia, uma das irmãs responsáveis neste momento por este projecto, mais esta visita guiada. Que consigam continuar a manter esta bela casa e os seus teares em funcionamento por muito tempo.

Read Full Post »